Por

É tempo de cachos!

Com a aproximação da estação mais quente do ano, vem também uma onda de cabelos naturais, das cores às formas – o que facilita na hora de cuidar e de manter um aspecto saudável. Os crespos, que tinham como maiores aliados o secador e a chapinha, podem ficar preparados para receber muito modelador de cachos e leave-in, mas manter as ondas: o visual mais selvagem está nas ruas – e na mira dos principais fotógrafos de street style também. Dá só uma olhada no novo curly hair, que é tudo menos definidinho e até lembra a beleza cheia de frizz do desfile de Marc Jacobs na NYFW.

ruascurlyrevistascurly

Muito antes de Sarah Jessica Parker aparecer em Sex and the City com os cabelos que a gente bem conhece, muitas celebridades já eram adeptas dos cachos. Mas, se existe um símbolo, uma embaixadora do curly hair, sem dúvida é Carrie Bradshaw, que quebrou a ditadura dos chapados e com seus cachos criou a imagem de uma mulher independente e livre. Em um dos meus episódios preferidos da série, Carrie se compara à personagem Katie do filme The Way We Were – e fala sobre a personalidade forte das curly girls como elas. Deixar um crespo assim pode dar tanto trabalho quanto alisar (depende dos fios!), mas não dá uma vontade de sair com esse volume pra já?

carriecurly

Imagens: Vanessa Jackman, Yvan Rodic, Stela Alves

9 comentários

  1. Pingback: Cachos! « Papo Joia

  2. Luísa Alves disse em :

    Oba! Eu e minha juba somos tendêçaaa e não sabíamos! 😀

  3. Pingback: Tweets that mention É tempo de cachos! « Glamour de Garagem -- Topsy.com

  4. jan disse em :

    Meninas!
    Amo cachos, acho lindo jubas volumosas e bagunçadas. Ficam super modernas e rebeldes! Coisa de mulher com personalidade!
    Pessoalmente, não curto aquele cabelo duro e escorrido, chapado, tão certinho da chapinha…
    Inclusive queria uma dica do que fazer: meu cabelo é aquele tipo que num primeiro momento parece liso, mas engana, pois cria umas ondas, umas voltas. Ou seja, ele tem uma rebeldia própria, que o deixa “em cima do muro”, nem liso nem com cachos. Queria aproveitar esse momento “cachos” e dar-lhe uns cachos e pensei no velho permanente. Mas em vários locais que eu fui me disseram que já não se faz mais permanentes e que a minha alternativa para defini-lo seria fazer uma escova progressiva para deixá-lo liso. Mas, mais uma vez, não queria acatar a ditadura do liso e temo que ele fique “artificial”, duro e… caretão!
    Que vcs acham gurias? Conhecem alguma outra técnica que substituiu o permanente? Qual o melhor meio de bagunçar a cabeleira?
    Bjks e brigadão pelas dicas!

    1. Taidje disse em :

      Oi, Jan! É, o permanente pode não ser muito saudável e eu não recomendo! Assim como a progressiva para alisar também não seria uma boa, já que o liso não é a tua praia…

      Acho que a melhor opção seria investir em produtos para dar volume e valorizar esse “em cima do muro” dos fios – eu sei como é porque também tenho o cabelo assim, nem liso nem crespo. Eu não sei qual o comprimento do teu cabelo, mas fiz um post aqui sobre os bagunçadinhos, que funcionam super! Para fazer isso, costumo lavar, passar leave-in, secar com as mãos (mexendo nas pontas conforme o jeito que eu quero) e trabalhar a textura com produtos modeladores (uso o Foxy Curls da Bed Head, cera, mousse… depende do dia!).

      Espero ter te ajudado, mas qualquer coisa manda e-mail explicando mais!

      Beijo

  5. Jan disse em :

    Oi Taidje

    Além dos danos dessas químicas, morro de medo de algo dar errado tb e eu acabar careca hehehe Meu cabelo é do tamanho parecido com o da G.Paltrow nesse teu post. Aliás, adooorei as dicas! Resta saber se me virarei direitinho… hehehe Preciso conhecer e aprender mais sobre pomadas, mousses e finalizadores….
    Brigadão pelos toques. Vou buscar esse produtos e fazer uns testes na cabeleira!
    Bjao

  6. Angela disse em :

    Quando vi o pos só pensei numa coisa “K-k-katie and your c-c-c-curly hair!”

  7. Pingback: Natural, cacheado e lindo! – Glamour de Garagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *